Arquivo da tag: Liderança

O seu modelo de negócio está condenado

E195-E2A edição deste fim de semana do Valor Econômico trouxe alguns exemplos bem definidos de como a inovação e a reinvenção do negócio são palavras de ordem para a sobrevivência, mantras efetivos para se chegar no futuro. O destaque entre os balanços publicados ficou por conta da Embraer. Empresa modelo no cenário nacional, foi fundada em 1969 em pleno governo militar e privatizada em 1994. Orgulho para todos e cada um dos brasileiros. Emprega mais de 20 mil pessoas, sendo que 10% no exterior. Tem em carteira de pedidos de aviões comerciais a bagatela de 459 equipamentos. Receita líquida em 2014 de R$14,9 bilhões e lucro líquido de R$796,1 milhões. O balanço e as demonstrações financeiras foram auditados sem ressalva pela KPMG.

Outra notícia que destaco é o atual perfil operacional da Ericsson. Um gigante da área de telecomunicação, fabricante de diferentes produtos que abrangem desde equipamentos de telefonia empresarial, de comutadores voltados para operadoras de telefonia a toda uma linha de aparelhos – celular e telefonia fixa. Veja este quadro de realizações e inovações da companhia suéca. Fiquei alegremente surpreso ao ler que a empresa está se reinventando para atuar nos segmentos de serviços e software. Antecipando o futuro, realiza projetos que vão desde tv nas nuvens, inteligência de navegação para os automóveis e para os sistemas de ruas das cidades. Ou seja ao invés de participar de luta sangrenta por ocupar o mercado com mais do mesmo, a Ericsson se debruça em caminhos inovadores que atendem desafios ainda não resolvidos que clamam por um mundo mais econômico e melhor.

Numa palestra há cerca de dois anos, Ray Kurzweil já traduzia as implicações que a mudança radical trazida principalmente pelo vetor digital impõe sobre as empresas. “Ninguém pode se acomodar, achando que o seu modelo de negócios vai continuar sem mudança”.

Adapto e aprimoro o que ele diz: Será sinal de loucura o executivo (ou empresário ou líder) que não estiver hoje pensando em como inovar, redesenhando um novo modelo de negócios para seu empreendimento ou organização.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

What went wrong?

Será que às vezes o rebanho é mais esperto que o dono?

O fato mais importante da semana, debaixo das tags de Gestão, Ética, Mundo Empresarial, Liderança, Competências (entre outras), é sem dúvida o rombo do Pan Americano. Uma das frases que chamou minha atenção foi bem reveladora da postura que Silvio Santos tinha com relação à área financeiro de seu grupo. Reclamava o homem do baú, que dava ao SBT 100% do seu tempo e nada para o banco. Ao final do ano passado, a rede de televisão havia dado um ligeiro prejuízo, mas em compensação o banco engordava o caixa com mais de 100 milhões de reais de lucro!

 

 

Hoje com a descoberta do rombo, vem logo à mente dos apressados de que “os olhos do dono engordam os porcos”. Ou seja que aparentemente, diante das notícias ainda frescas e um tanto quanto superficiais, o problema residia em não se ter por parte de Silvio Santos, uma liderança mais aguerrida e envolvente. E possívelmente que tudo seria evitado se ele distribuisse melhor o seu tempo. Poderia continuar brincando de apresentador aos domingos, mas deveria semanalmente olhar como as coisas caminhavam no banco.

Não creio nisso. É bem provável que através de sua Holding e de seu braço direito (Luiz Sandoval), Silvio Santos acompanhasse o desempenho do braço financeiro. O provérbio até pode ter lições eternas, mas nos dias de hoje a demanda da liderança e da gestão de negócios vai além de acompanhamento. O jogo complexo exige escolhas certas de quem vai estar no comando – tanto na base da ética como na base da competência.

Sinceramente não creio que o problema tenha desdobramento além dos quartéis do banco. O empresário Senor Abravanel, mesmo que goste de Las Vegas, não faria uma aposta tão arriscada aos 80 anos de idade. O que deu errado então?

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized