Arquivo da tag: Gestão

Novas Gerações e Sinais de Loucura

O que temos confundido (e muito), é achar que há algo bastante diferente na nova geração que chega ao mercado de trabalho com uma postura bem distinta da nossa. Já discutimos bem essa questão das diferenças – são irriquietos, impacientes, aspiram grandes desafios, desprezam autoridade, não querem saber de regras ou manuais… Aquela ladainha toda a explicar os mais jovens.

Mas o que de fato a empresa quer? O que de fato a empresa busca? Queremos talento, gente esperta e inteligente, mas que não exagere na criatividade (qualquer coisa diferente já é exagero!), Queremos rapidez e viração, mas que permaneçam no caminho já trilhado. Queremos evolução e inovação, mas desde que não haja testes e experimentos. Queremos o novo, mas proibimos qualquer coisa fora do comum, do usual, do de sempre.

problema 4E ainda insistimos que os erros estão com eles – os mais novos. No meu decálogo de provocações, cutuco: “E se o problema não for eles, e sim nós?” Achamos que por sempre termos feito como sempre fizemos, que a nova geração deve fazer igualzinho. E sem nenhuma autocrítica, sem reconhecer que temos performado abaixo da meta, sem progresso e sem produtividade, queremos que repitam nossas velhas fórmulas, nossos velhos procedimentos, nossos velhos jeitos.

Esperar ou desejar resultado superior ou melhor, sem permitir caminhos alternativos e diferentes é loucura!

Agora a pergunta fechadora: e mesmo que tivéssemos a eficiência duradoura ao longo de anos e anos, você realmente acredita que o mundo vai continuar a ser mesmo de ontem, o mesmo de hoje?

Esperar que o mundo continue a ser o mesmo, e ficar estacionado é loucura!

Desejar que as coisas continuem permanentes, e torcer por isso é loucura!

Achar que o problema está na nova geração é também sinal de loucura!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Desconferência com o pessoal do PMI

Parte do release que divulga o evento desta quinta-feira diz:

Um dos requisitos necessários para alavancar o sucesso de qualquer tipo de projeto é entender as necessidades da equipe. Saber lidar com os Nativos Digitais é, portanto, fator determinante para a Gestão de Pessoas do projeto. “Efetivamente a onda que permeia e influencia essa geração cria normas de conduta, procedimento e comportamento. São características que se distinguem dos mais velhos e são relacionadas à rapidez de informação, alta conectividade, quebra de barreiras e personalização. Por isso, é importantíssimo que o gerente entenda as diferenças para lidar de maneira diferenciada com esses jovens. A chave da inovação está aí!”, comenta Faustini.

Caracterizados recentemente com oito qualidades fundamentais, a geração nascida a partir da década de 1980 absorve: Liberdade, Personalização, Colaboração, Análise Criteriosa, Integridade, Diversão, Rapidez e Inovação. Saber lidar com essas características traz uma equipe antenada às novas tendências e oferece alternativas eficazes aos projetos, bem como maior competitividade e aderência ao mercado e ao futuro.

Empresas que valorizam o potencial inovador que essa geração proporciona são agentes da transformação e criam subsídios para acompanhar as mudanças sociais com segurança. Apesar de óbvia, essa afirmação é ainda contrariada pela prática da maioria das empresas. “As empresas e os profissionais da alta hierarquia precisam entender que o mundo corporativo não é mais marcado pela linearidade e previsibilidade. Acabou a era do comando e controle. É preciso, então, pegar o que tem de melhor na nova geração e somar aos pontos positivos que a geração antecessora traz: maturidade, responsabilidade, paciência, visão sistêmica, sabedoria, fundamentação técnica, conhecimento e experiência. Está na hora de jogarmos em equipe”, completa.

Neste dia 26 teremos a Desconferência GP 2.0 – voltada ao Gerenciamento de Projetos e às organizações. Será desenvolvida com mais detalhes voltados à comunidade de projetos no 10º Seminário Internacional de Gerenciamentos de Projetos, promovido pelo PMI – Project Management Institute – capítulo São Paulo.

A Desconferência portanto antecipa esse grande evento que acaba recebendo gente de todo o Brasil, além de preletores internacionais.

Informações e inscrições:

Desconferência GP 2.0

Dia 26/08, das 19h às 22h.

Local: FIAP – Av. Lins de Vasconcelos, 1222 e 1264

Preço: R$ 30,00 para associados do PMI e R$ 60,00 para não associados.

Inscrições: www.pmisp.org.br/xseminario

Estarei como facilitador – realizando provocações e aprendendo com essa galera esperta do PMI de São Paulo.

1 comentário

Arquivado em Uncategorized