Arquivo da tag: Cidades

CIRS em Curitiba

A CIRS aconteceu junto com a CICI 2010

CIRS em Curitiba

Debaixo do grande evento Conferência Internacional de Cidades Inovadoras (CICI 2010) que está terminando hoje em Curitiba, acontece a CIRS que conta com a mobilização nuclear via Escola de Redes. Trata-se da Conferência Internacional de Redes Sociais, contando com a participação entre outros de Clay Shirky, Steven Johnson, Pierre Lévy, José Pacheco, Augusto de Franco. A articulação dos membros da Escola de Redes foi vital para dar peso extra aos eventos e ao seu ambiente.

A minha presença aqui foi mais do que oportuna no sentido de respirar os temas que abracei: o impacto da internet e das tecnologias na Sociedade; o significado, alcance e fundamentos da organização de pessoas em redes (digitais ou não); e a inovação e o sentido mais abrangente (que alcança os três setores da economia).

A cidade como campo da Inovação

Muito se tem falado sobre Curitiba – principalmente pelos resultados de um plano inovador desenvolvido muito fortemente por Jaime Lerner. By the way, ele é um dos dois únicos brasileiros que esteve falando no TED. A cidade ainda hoje mantém as heranças de duas décadas atrás de iniciativas inovadoras. E tem se mantido nesse espírito. O documento mestre Curitiba Cidade Inovadora 2030 é uma obra digna de estudo e serve como referência para que administradores públicos e legisladores embarquem neste trem. O documento Curitiba 2030 – a que me refiro foi distribuido pelo SESI – SENAI com iniciativa da FIEP.

Tudo portanto, casa para que haja uma renovação de brasilidade – principalmente com relação à esperança de mudanças e progresso (no bom sentido). A inovação pode e deve ser utilizada em prol dos cidadãos. Se a empresa deve faze-la para seu próprio bem (sobrevivência) e de seu mercado (consumidores e clientes), o poder público deve se voltar para a população oferecendo sempre a re-invenção do espaço urbano: e daí uma cidade que se inova.

Ao participar dos dois eventos (o intercâmbio foi bônus de última hora), manter as conexões acesas, fazer os contatos internacionais e ainda encontrar tempo para reflexão – foram formas de me manter renovado. Compartilho nos próximos posts algumas das contribuições trazidas pelos preletores.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized